Vômito em cães e gatos: O que pode ser?

20 / ago / 2015

No nosso dia a dia, provavelmente uma das maiores causas dos animais comparecerem ao nosso hospital é devido a êmese (vômito). Existem diferentes causas para o vômito em cães e gatos, por isso precisamos de informações para avaliarmos a seriedade do problema e tomarmos as medidas necessárias de tratamento.

O que o proprietário deve observar para nos relatar é:

Qual é a frequência do vômito? Animais que vomitam pelo menos 1 vez por semana é sinal de anormalidade. Se houver um vômito ocasional, indica-se esperar para ver se o processo se repete. Mas, se o animal vomita frequentemente, existe algum horário que isto acontece mais vezes? De madrugada ou de manhã, por exemplo? Isto acontece bastante em animais com gastrite, quando o estomago está vazio.

Qual é a coloração do vômito? Os mais perigosos são os de coloração avermelhada ou com estrias de sangue, vômitos de cor escura (cor de pó de café) e vômitos com odor de fezes.

O animal vomita depois que se alimentou ou várias horas após?

Todas estas questões e mais tantas outras vão nos ajudar a esclarecer a causa e onde está a origem do processo.

Para se dar uma ideia, podem ser causas infecciosas, virais, parasitárias, metabólicas, endócrinas, por corpo estranho, inflamatórias, tumorais, envenenamento etc., que somente em uma consulta conseguiremos elucidar o caso.

Vale lembrar o mais importante: se o animal não aparenta estar bem, vomitou mais de duas vezes ou está prostrado, leve ao veterinário sempre o mais breve possível para resolvermos logo o caso.

Hoje em dia, existem medicações para cães e gatos que conseguem inibir o vômito por 24 horas e isso nos ajuda muito, pois o vômito pode ser um dos sintomas, mas, com certeza, precisamos controlá-lo.

Pin It on Pinterest