Surdez congênita em cães

05 / maio / 2014

Surdez congênita (de nascença) não é tão incomum para cães de raça pura como Dálmatas, Boston Terrier, Dachshunds, Collies, Bull Terrier e Pastor de Shetland.

Nas duas primeiras semanas de vida, todos os cães são efetivamente surdos e somente por volta dos 14 dias de vida é que os ouvidos se abrem e o animal pode começar a perceber os sons.

Mesmo se em uma ninhada tiver algum filhote surdo, ele pode não ser identificado pelos donos nos primeiros dias, pois com a ajuda e movimentação dos irmãos normais ele tende a responder aos estímulos de movimentação e odor, ou seja, imitar os irmãos e a gente nem percebe que ele não escuta.

Quando um humano chama esses cães surdos, ele apenas observa a movimentação da ninhada e acompanha os outros. Será assumido que esse filhote surdo pode “ouvir” a chamada.

A melhor maneira de testar a audição é selecionar um barulho que os filhotes não conhecem. Para iniciar o teste, separe o filhote colocando-o em um ambiente tranquilo. Você coloca o animal na sala e o deixa reconhecer o ambiente. Quando ele já estiver focando você, peça para um assistente fazer um barulho sem que o cão perceba a presença dele – pode ser um apito ou algo que emita um som agudo.

Observe a reação do filhote. O cão que escuta vai procurar de onde vem o som e o animal surdo continuará a olhar para você como se nada tivesse acontecendo. Às vezes, a simples movimentação das orelhas indica que o animal está escutando.

Identificando a surdez ou se tiver alguma suspeita, você deve procurar um médico veterinário para avaliar o animal, confirmar a suspeita e, se for o caso, identificar a possível causa da surdez e principalmente se o animal tem outras alterações congênitas.

Já a surdez adquirida pode ter origem em infecções de ouvido (otites), trauma (atropelamento ou pancadas) com rompimento dos tímpanos, tumores nos ouvidos ou cerebral, pólipos ou cera que obstruam o canal auditivo e mesmo a surdez por envelhecimento. Nesses casos, a maioria dos cães não são completamente surdos, percebendo alguns sons e ignorando outros.

Pin It on Pinterest