O meu gato engoliu uma agulha

11 / mar / 2011

A presença de “corpo estranho” no trato digestivo é bastante comum em filhotes, principalmente nas raças pequenas de cães e em gatos jovens. Podemos encontrar desde a presença de ossos, brinquedos, sementes de pêssego (em cães) até linhas e agulhas (em gatos).

O gato Nicholas vive aprontando das suas. Já não é tão jovem pois tem quase 6 anos, mas já é a segunda vez que se mete em encrencas. A sua dona trabalha em casa com bordados e costura e há alguns meses ele eliminou uma agulha nas fezes. Desta vez ele não teve tanto sorte assim. Há 3 dias ela observou que ele brincava com uma linha (gatos adoram brincar com linhas e novelos) e não conseguiu retirar da boca dele, pois fugiu correndo pensando ser brincadeira. Depois disso ele passou a ficar incomodado, com dificuldade de comer nos primeiros dias e depois já não queria comer mais. Observou-se também um aumento de volume dolorido junto a base da orelha esquerda.

Ele chegou ao Hospital Veterinário Pet Care na terça feira de carnaval e depois de ser examinado, confirmamos o aumento de volume na base da orelha. Foi feito um rx de crânio e pescoço e identificamos o corpo estranho causador do desconforto: uma agulha. Ele então foi anestesiado e por sorte a agulha tinha se alojado na entrada da faringe (inicio da garganta), ja perfurando a região junto a mandibula (onde observamos o aumento de volume palpável). Com o auxilio de uma pinça conseguimos retirar a agulha via oral, sem necesidade de cirurgia ou endoscopia, somente sob anestesia geral.

Ele foi medicado com analgésico e antibiótico, pois tinha um ferimento junto do local onde a agulha ficou presa e foi dispensado para ir para casa no final do dia. Chegando em casa comeu e bebeu desesperadamente, coisa que não fazia há dias.

Veja nas imagens abaixo toda a seqüencia do tratamento. (clique nas imagens para amplia-las)

Pin It on Pinterest