Fratura em filhotes: Cuidados que devemos ter

05 / nov / 2015

Cuidados que devemos ter com filhotes e raça de cachorros de pequeno porte.

Essa semana no Pet Care tivemos um caso de fratura da pata dianteira de um filhote de sete meses da raça de Spitz Alemão Anão ou Lulu da Pomerânia. Acidentalmente, o animal foi pisoteado pelo tutor e teve uma fratura do osso rádio e ulna. O mesmo foi rapidamente atendido na clínica geral e encaminhado ao setor de ortopedia para o tratamento cirúrgico.

Abaixo seguem as fotos do Raio X da fratura (foto 1 e 2) e do pós- operatório (foto 3 e 4). Esse tipo de atendimento é muito frequente em filhotes e raças pequenas, sempre com histórico de cair da cama, sofá ou até mesmo cair do colo do tutor. Além desses acidentes causarem fraturas, podem também atingir o pulmão e abdômen causando outros tipos de lesões que podem ser até fatais.

O animal do caso clínico descrito acima está apresentando uma boa recuperação da fratura, porém ainda não recebeu alta e está sendo acompanhado periodicamente no Pet Care até sua recuperação.

Hoje em dia é muito comum algumas pessoas escolherem raças de cachorros pequenos e cada vez mais os criadores estão vendendo animais menores. Esses são chamados de “cães miniaturas” e atingem em média peso por volta de 1.5kg a 2.0kg.

Isso de certa forma é preocupante, pois esses cães tem maior tendência de desenvolver problemas, além de serem extremamente frágeis fisicamente. Alguns problemas como moleira aberta, epilepsia, hidrocefalia e dificuldade de parto normal nas fêmeas, são as alterações mais frequentes no atendimento da rotina clínica do Pet Care.

As raças miniaturas mais procuradas são Yorkishire, Spitz Alemão Anão, Chihuahua, Maltês, Schnauzer miniatura, Pug, Poodle, Pequinês, Pinscher, entre outras. O ideal na hora da compra de um cachorro de raça pequena é ele estar dentro dos padrões da raça, o que minimiza os riscos de problemas de saúde e fragilidade física.

Pin It on Pinterest