Doença do Trato Urinário Inferior dos Felinos

09 / dez / 2010

A urina produzida no  trato urinário saudável  contém  uma grande quantidade de minerais e minerais dissolvidos. Em gatos com Doença do Trato Urinário Inferior dos Felinos (DTUIF), os minerais permanecem no trato urinário, especialmente na bexiga e na uretra. O acúmulo dos cristais irrita a mucosa do trato urinário e podem se agrupar formando pequenos grânulos na bexiga ou obstruir o fluxo urinário. A obstrução é relativamente comum em gatos machos e pode ser fatal se não tratado prontamente.

Os sinais de DTUIF incluem lambedura excessiva dos genitais, urinar pequenas quantidades várias vezes ao dia, urinar em locais incomuns, presença de sangue na urina, vocalização ou evidência de dor enquanto urina e tentativas improdutivas de urinar. A obstrução total causa depressão, perda do apetite, vômito e eventualmente coma e morte.

Após muitos estudos ainda não se descobriu uma causa única para o desenvolvimento da doença.Acredita-se que diversos fatores podem estar envolvidos no desenvolvimento da doença. Esses fatores incluem infecção viral e bacteriana, alimentação, obesidade, redução da atividade física, baixa ingestão de água e retenção prolongada de urina. A castração não causa a doença.

 

IMPORTANTES PONTOS NA PREVENÇÃO

Procure fornecer uma dieta balanceada para o seu animal, levando em consideração a idade do animal. Observe os diversos tipos de rações disponíveis no mercado, quanto ao controle do ph da ração e dos níveis reduzidos de magnésio-(qualidades importantes da dieta na prevenção da doença). Normalmente essas embalagens de rações indicam através de selos que apresentam essas qualidades. Gatos machos castrados e obesos são mais predispostos, por isso, controlar peso dos animais é muito importante. Caixa de areia suja deve ser evitada, pois alguns gatos deixam de urinar se isso ocorrer. Animais sedentários, principalmente no inverno também se tornam predispostos, pois urinam poucas vezes, ficando mais tempo dormindo.

PONTOS IMPORTANTES NO TRATAMENTO
 
A DTUIF é uma emergência, e tratamento imediato é essencial. Muitos gatos requerem hospitalização para o tratamento adequado. O tratamento consiste na desobstrução do canal uretral, permitindo o livre fluxo urinário, tratamento das possíveis infecções concomitantes, correção da desidratação quando presente e instituição da dieta adequada como forma de terapia. Em alguns casos mesmo com o tratamento, os pacientes podem morrer por insuficiência renal irreversível.

Enquanto alguns gatos respondem prontamente ao tratamento, a obstrução pode recidivar em outros gatos no período de poucos dias ou semanas. Em outros gatos com quadros recidivantes, tratamento cirúrgico pode ser indicado para fazer a abertura da uretra com a retirada do pênis.

O controle da dieta é essencial no tratamento e prevenção da DTUIF.  A dieta indicada deve ter controle de certos níveis minerais, aumentar a ingestão de água e produzir uma urina de ph ácido. A urina ácida tende a prevenir a formação de cristais.

Qualquer dúvida ou para maiores esclarecimentos entre em contato com o seu Médico veterinário

Pin It on Pinterest