Doença Crônica de Coração

23 / out / 2012

Geralmente, quando diagnosticamos uma alteração no funcionamento cardíaco de um animal, este problema deverá ser tratado para o resto da vida.Muitos cães e gatos apresentam sopro cardíaco e pode ser que não sejam medicados no início do problema, mas a doença sempre deverá ser acompanhada, conforme sua evolução iremos recomendar um medicamento.

No início do problema de coração podemos receitar um medicamento mas, com o decorrer do tempo, cada vez acrescentamos mais e mais remédios para tentar fazer com que o animal viva melhor e por mais tempo.

Os medicamentos ajudam a controlar a pressão, ajudam a musculatura cardíaca, algumas vezes usamos anti-arrítmicos,  diuréticos, etc.

O que precisa ser feito quando um animal se torna cardiopata?:

– Consultar um cardiologista veterinário;

– Fazer ecocardiograma, pelo menos, a cada 6 meses;

– Monitorar a pressão a cada 3 meses ou menos;

– Fazer eletrocardiograma a cada 6 meses;

–  RX de torax  1 x ao ano;

– Exames de função renal, diabetes a cada 6 meses;

– Seguir sempre uma orientação veterinária quanto a dieta e quantidade de exercícios;

– Qualquer sintoma de falta de ar, tosse, tosse produtiva com sangue ou dificuldade de descansar (deitar), desmaio, língua azulada, procurar imediatamente o veterinário.

Picachu, este poodle da foto acima, já estava em tratamento e seu coração descompensou. Foi para a UTI. Já está melhor e receberá novas instruções sobre medicação da nossa equipe de cardiologistas que atendem nas 2 unidades com agendamento de horário.

Em casos de emergências, as 2 unidades estão abertas 24 horas para o Pronto Atendimento.

Pin It on Pinterest