Animais como presente

20 / dez / 2021

Final de ano, festas e trocas de presentes. Essa rotina praticamente faz parte de todos nós e é muito comum as pessoas presentearem os entes queridos e amigos com animais de estimação, imaginando que ele pode ser um presente perfeito para quem gosta de animais.

Um animal de estimação pode representar muitas coisas maravilhosas na vida, mas é importante ressaltar quer o presente é um animal vivo, cujo o bem-estar é o aspecto mais importante. Isso requer planejamento minucioso e cuidadoso e não podemos agir somente por impulso.

Um filhote (a maioria se não a totalidade dos pets presenteados são filhotes) exige dedicação, paciência, muito tempo dedicado aos seus cuidados e ensinamentos e principalmente gatos com vacinas, comida e consultas veterinárias.

Além disso, podemos dizer que um animal de estimação é para a vida toda e hoje em dias com todos os cuidados de saúde e alimentação correta eles podem viver por longos períodos e não raramente por mais de 15 anos. Onde você e sua família estarão daqui há 15 anos? O seu filhotinho de hoje deverá estar junto, velhinho e exigindo maiores cuidados e dedicação.

Selecionamos alguns pontos que temos que avaliar antes de dar um pet de presente:

A idade de quem vai receber o presente

Não podemos nos esquecer também da idade de quem vai receber o presente. Por exemplo, crianças e idosos podem ter limitações em cuidar e se dedicar a esse jovem animal. As crianças pequenas não podem ser responsáveis o suficiente para cuidar adequadamente de seu novo animal de estimação, por isso, os pais devem estar dispostos a aceitar essa responsabilidade.  Os adultos mais velhos, com certeza terão muitos benefícios dessa nova relação, tais como companheirismo, preencher a solidão com afazeres e responsabilidade, mas eles podem ser limitados fisicamente, principalmente se for um cão muito ativo (quase todos filhotes são), e mesmo para raças de médio e grande porte.

O estilo de vida de quem receber o presente

O estilo de vida do novo tutor também deve ser avaliado. Animais de estimação geralmente precisam de exercícios diários, uma ou duas saídas à rua para cães e atividades físicas internas para os gatos. Mesmo a oferta de comida e limpeza de caixas de areia (dos gatos) e das fezes e urina dos cães requerem a presença de pessoas em diferentes partes do dia, ou seja é necessário que alguém fique junto deles, principalmente nos primeiros anos de vida quando requerem muitos cuidados, tem mais energia para atividades e brincadeiras e requerem muito tempo fora de casa, seja estudando ou trabalhando e temos que saber quem vai ficar com esses filhotes nesse período. Mesmo as atividades dos finais de semana tem quer ser levados em conta antes de adotar um animal. Pois as viagens e passeios podem ficar comprometidos com a presença de um filhote em casa.

Quanto tempo vive um animal de estimação
Um animal de estimação é um compromisso de vida. O tempo de vida médio de um cão é aproximadamente 14 a 16 anos, dependendo da raça e para gatos de 13 a 17 anos. As crianças crescem e se mudam para estudar ou casar e as vezes esse animal da infância tem que ficar com os pais. Tutores idosos, embora todos nós não gostamos de pensar nisso, muitas vezes não tem um tempo de vida tão longo quanto os seus pets e eles podem partir deixando os animais sozinhos.

Qual o espeço necessário para criara um animal de estimação?
Animais de estimação precisam de espaço e dependo da raça esse espeço para atividades físicas podem ser maiores dos que os apartamentos. Pense nisso sempre antes de escolher uma raça ou mesmo uma espécie de animal de companhia.

Qual tempo disponível tenho para cuidar de um pet?
Pets diferente de uma criança que cresce e se torna independente, vai ser sempre dependente da nossa dedicação e isso requer tempo e disponibilidade. Quer seja no dia a dia e também no período de férias. Eventos futuros, como estudar fora, casamento, filhos podem interferir na disponibilidade e cuidado com os animais da casa. Assim, tudo isso, tem que ser pensado antes de adotar, comprar ou ganhar um pet.

Presença de outros animais de estimação
Assim como nós humanos, nem todos os animais se dão bem. Se já existe um animal de estimação em casa, é recomendado ouvir especialistas antes de se introduzir um outro pet, mesmo que sejam da mesma espécie. Machos e fêmeas da mesma espécie podem ter atividade reprodutiva independente da sua vontade, pets do mesmo sexo podem se desentender e brigar por domínio de território. Incompatibilidade de convivência podem existir entre espécies diferentes.

Não importa a época do ano, mas uma discussão aberta e honesta entre os envolvidos deve ter lugar antes de um pet ser introduzido dentro do ambiente familiar.

Sabemos da importância de se ter um pet em casa e de quanto isso é prazeroso. No entanto, como profissionais veterinários, somos responsáveis por ajudar a transformar essa relação em uma experiência realmente gratificante, tanto para as pessoas, como para os animais, respeitando suas características e proporcionando segurança, bem estar e qualidade de vida.

Simplesmente falando, um animal de estimação é para vida toda.

 

Pin It on Pinterest